Novo boletim do Ministério da Saúde – Microcefalia no Brasil


Divulgado nesta quarta-feira (20/07/16), um boletim com base em 22 de outubro de 2015, até 16 de julho deste ano, aponta que, o número de casos confirmados de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso no Brasil, chegou a 1.709. Ao todo, foram 8.571 notificações ao Ministério da Saúde. Destes, 3.680 casos foram descartados e outros 3.182 casos ainda estão em investigação.

Teste positivo para o vírus Zika

Segundo o Ministério da Saúde, do total de casos confirmados de microcefalia, 267 tiveram teste positivo para o vírus da zika.
*Desde o início desse mês (Julho de 2016), os planos de saúde passaram a cobrir três exames de detecção do vírus Zika. O procedimentos são disponibilizados para gestantes, bebês filhos de mães com diagnóstico de infecção pelo vírus e recém-nascidos com malformação congênita que possa ter a ver com o zika.
A mudança foi anunciada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que definiu a incorporação de exames para detecção do zika ao Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, lista que estabelece a cobertura que os planos são obrigados a oferecer aos clientes.
Pela resolução, os planos devem cobrir três tipos de exames: o PCR, para detecção do vírus nos primeiros dias da doença; o teste sorológico IgM, que identifica anticorpos na corrente sanguínea; e o IgG, para verificar se a pessoa já teve contato com zika em algum momento da vida.
 

 

DM_Email_Infografico_Casos-de-microcefalia_04

 

 

 

 

 



Comentários