As maiores dúvidas sobre a Mamografia


Será que você sabe tudo sobre a mamografia? Nós listamos e respondemos as perguntas mais frequentes sobre este exame, para tirar de vez suas dúvidas, e quem sabe, aquele medo escondido. Vamos à primeira pergunta?

 

maiores-duvidas-mamografia

Maria Monteiro, de SP quer saber:

“O resultado da mamografia é 100% conclusivo?”

Apesar da sua grande eficácia e de ser o procedimento que oferece a maior precisão neste diagnóstico, a mamografia não é definitivamente conclusiva.

Tal como também ocorre com muitos outros tipos de exames, o que acontece em alguns casos é o resultado conhecido como “falso-positivo”, ou seja, a paciente não possui câncer, mas o resultado do exame acusa que sim. Da mesma forma, existe também o resultado “falso-negativo”, que pode omitir a existência de um câncer real.

De tais formas, sugere-se que em casos de dúvida, que seja procurado outro médico e se possível realizado um novo procedimento após certo intervalo de tempo.

Marta Mourão, do RJ perguntou:

“Mamografia causa câncer?”

Pergunta difícil, Marta. Um estudo de 2011 publicado pelo British Medical Journal alega sugestivamente que algumas mulheres que possuam uma mutação nos genes BRCA1 e BRCA2 (responsáveis pelo controle de supressão de cânceres de mama e ovário) possuem maior sensibilidade e possivelmente desenvolvam câncer se expostas à radiação.

No entanto, este fator tem causado diversas discussões e sendo alvo de contradições entre médicos e cientistas, pois em contrapartida, também são apresentados outros estudos que apontam a importância da mamografia, e por sua vez apresentam índices de que na mamografia moderna, o nível de radiação utilizado no procedimento é mínimo e por sua vez não é nocivo.

Contudo, em meio a tantas controvérsias para esta questão tão complexa, o recomendado é manter a atenção na prevenção, ao invés de apenas no método de detecção, levando sempre em consideração os fatores de risco e as recomendações antes de fazer a mamografia.

Madalena Moreira, de SC tem uma dúvida:

“O auto-exame pode substituir a mamografia?”

Não, Madalena. A mamografia é incomparavelmente superior e mais precisa que auto-exame, pois além de ser feita por um profissional especializado com a ajuda de equipamentos tecnológicos de grande precisão, ainda consegue capturar indícios mínimos de câncer, enquanto no auto-exame, que não é um método diagnóstico, a mulher se limita apenas ao tato e também não é capaz de identificar se determinados pontos são anormalidades relacionadas à um câncer, por exemplo.

De qualquer forma, é sempre recomendado que as mulheres sejam conscientizadas a fazer regularmente o auto-exame em suas casas, de preferência todo mês, apalpando as mamas da maneira correta, para que assim possa se familiarizar com seu volume e textura, e principalmente, nunca optar em trocar a mamografia apenas pelo auto-exame.

Dica: Aprenda em alguns passos como fazer o auto-exame de mama e de bônus conheça um pouco mais sobre o Outubro Rosa.

Mariane Moreira, de SC (irmã da Madalena), perguntou:

“Prótese de silicone atrapalha na mamografia?”

Atualmente não, Mari, as mulheres que possuem próteses de silicone nos seios podem sim fazer a mamografia normalmente. A única diferença é que, nestes casos, o aparelho deverá ser ajustado adequadamente para a situação.

Para saber mais, continue lendo sobre: Mamografia após implantes de Silicone

E aí, gostou?

O que achou das perguntas das nossas “convidadas”? Notou algo interessante no nome delas?

Se você também tiver uma pergunta, deixe um comentário logo abaixo. Aproveite para curtir para compartilhar com seus amigos nas redes sociais!

Sugerimos que veja também:

10 fatos e mitos sobre o Câncer de mama



Comentários