Campanha Mundial – Outubro Rosa alerta para a prevenção da doença


 

Com o foco na conscientização da luta contra o câncer de mama, o movimento Outubro Rosa ganha impulso por diversas entidades. Dirigida à sociedade e principalmente as mulheres, alerta sobre os fatores de risco, a importância da prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

 

Câncer de mama

É uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos. O câncer de mama é mais comum entre todas as mulheres do mundo, depois do de pele não melanoma, respondendo cerca de 25% dos casos a cada ano. O INCA (Instituto Nacional do Câncer) estima 57.960 novos casos em 2016.
De acordo com a pesquisa do SIM, foram 14.387
pessoas mortas por câncer de mama, sendo:
DM_Email-MKT_Outubro-Rosa_02

Outros sinais e sintomas são: pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço; e saída de líquido anormal das mamas.
Em geral a maioria dos casos tem bom prognóstico e recomenda-se sempre uma avaliação pessoal com um médico de confiança. Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.
A causa do câncer de mama
Não existe uma causa única para o câncer de mama. A doença está relacionada a fatores de risco ambientais/comportamentais, reprodutivos/hormonais e genéticos/hereditários. Esses últimos são responsáveis por 5% a 10% do total de casos.
DM_Email-MKT_Outubro-Rosa_04 DM_Email-MKT_Outubro-Rosa_05

Posso evitar o câncer de mama?

Estima-se que 30% dos casos da doença possam ser evitados quando são adotadas práticas saudáveis como:
Praticar atividade física regularmente,
Alimentar-se de forma saudável;
Manter o peso corporal adequado e evitar o consumo de bebidas alcoólicas.
Amamentar também é um importante fator de proteção.


Comentários