10 fatos e mitos sobre o Câncer de mama


Reunimos os maiores mitos e fatos verdadeiros envolvendo o câncer de mama que circulam por aí, causando muita dúvida principalmente entre as mulheres. Conheça uma lista com alguns deles:

10-fatos-mitos-cancer-mama

1. Qualquer tumor na mama é um câncer?

Não, isso é um mito, só varia de caso pra caso. Um tumor é caracterizado pelo aumento considerável no volume de alguma parte do corpo. Desde que este aumento ocorra de forma organizada e não atinja tecidos vizinhos, este tumor é definido como benígno, logo, não se trata de um câncer, e sim de uma hiperplasia. De qualquer forma, é sempre recomendado manter um acompanhamento médico.

2. Homens podem ter câncer de mama?

Verdade, mas em casos muito raros. Apesar do número de casos em homens ter aumentado 25% nos últimos 25 anos, o índice correspondente ao sexo masculino ainda é muito pequeno, onde os homens beiram entre 0,6 e 1% dos casos totais de câncer de mama. Alguns fatores comuns que desencadeiam a doença são os genéticos (tal como as mulheres), ambientais (exposições, local e tipo de trabalho), hormonais (alterações ou uso de hormônios) ou alguns outros fatores como a infertilidade, orquite, entre outros.

3. A amamentação ajuda a prevenir o câncer de mama?

Com toda a certeza é verdade, pois com a produção de leite, as células mamárias se mantém ocupadas e assim tendem a se multiplicar em menor escala, o que dificulta os riscos de se contrair a doença.

Especialistas afirmam que mulheres que amamentam por mais de seis meses têm chances bem menores de desenvolver a doença, já que o tecido glandular das mamas é substituído por gordura.

4. Mãe com câncer na mama pode amamentar o bebê?

Sim, pode, mas neste caso, é preciso procurar auxílio e orientação médica, já que a doença ou os próprios tratamentos podem dificultar na amamentação, mas nada impede que uma mãe com câncer unilateral (em apenas uma das mamas) use o outro seio sadio para amamentar.

Ainda assim, os mesmos especialistas afirmam que se uma mãe que já possua câncer de mama amamentar por mais de um ano, apesar da não cura, esta tem chances maiores de um prognóstico mais positivo, com uma doença menos agressiva e um tratamento mais ameno.

5. O câncer de mama é incurável?

Não, felizmente isto é um mito hoje em dia, graças aos avanços da medicina. Estimasse que 95 a cada 100 mulheres têm chances de cura, quando há um diagnóstico precoce.

Mas claro, tudo também depende, em grande parte, da paciente se manter atenta aos seus fatores de risco e regularmente ir ao médico especialista para ter orientações. Assim, quanto mais cedo identificado, maiores as chances de cura e de um tratamento menos radicais.

Call_to_actions_Bt_Pleres_4

A tecnologia pode ser uma grande aliada no tratamento do câncer de mama. Exames de Mamografia, Ultrassom da Mama e Ressonância Mamária têm papel essencial no diagnóstico precoce e tratamento da doença. As chances de cura podem chegar a 100% dos casos, se detectados na fase inicial. O PACS pode contribuir na assertividade e qualidade do diagnóstico. Conheça “O papel do PACS no tratamento do câncer de mama

6. Se detectado o câncer, é necessário remover a mama por completa?

Se nos referirmos aos dias de hoje, isso pode ser considerado um mito, novamente graças aos avanços da medicina, com as cirurgias conservadoras de mama.

Quem conhece a “mastectomia”, sabe que apesar da eficácia na cura do câncer, o procedimento era muito radical e basicamente removia toda a área da mama, incluindo o músculo, os gânglios e até parte da região axilar. Hoje, estas cirurgias são mais econômicas, onde é tirado apenas o necessário, conservando ao máximo o seio da paciente.

Com as cirurgias conservadoras da mama, tão eficazes quanto a mastecnomia, a remoção dos tumores cancerígenos são ainda mais restritos às áreas afetadas, com remoção mínima e reparo mais discreto. Embora valha ressaltar que a mastectomia ainda é a opção necessária em caso de tumores grandes.

7. Tratamento hormonal ajuda cura de tumores na mama?

Sim, é verdade, mas depende do caso. A chamada Hormonoterapia pode ser considerada uma alternativa de tratamento contra os tumores da mama caso o tumor possua receptores hormonais, o que corresponde a aproximadamente 60% dos casos.

Caso os tumores façam parte dos 40% restantes, ou seja, aqueles que possuam células resistentes ao tratamento com hormônios, a hormonoterapia não é uma opção de tratamento, então a paciente portadora será encaminhada para uma conduta adequada.

8. Uma paciente com câncer de mama pode ter que fazer quimioterapia?

Sim, pode. A quimioterapia, que é o tratamento dos tumores por meio de medicação, pode variar de acordo com o estágio da doença ou a região e sua dosagem também pode ser variável conforme a reação da paciente ao tratamento.

Em resumo, a paciente pode fazer o tratamento em ambulatórios ou estando em internação, sendo realizado através da via oral, ingerindo os comprimidos, ou venal, com o medicamento sendo injetado na veia.

9. Gordura ou excesso de peso pode causar câncer de mama?

Pior que é verdade. De acordo estudos realizados pelo Hospital de Base de Brasília, mulheres que possuam excesso de gordura em sua dieta e estão acima de 10 quilos do peso ideal possuem 40% a mais de chances de desenvolver câncer de mama do que as mulheres com alimentação saudável e peso proporcional.

Devem ficar atentas as mulheres que ganharam algo em torno dos 9 a 13 kg após os 18 anos. Os médicos recomendam, neste caso, que se faça esforços para reduzir o peso, de modo que isso ajuda a reduzir os riscos de desenvolver a doença.

10. O sutiã pode aumentar o risco de câncer de mama?

Não, afinal, não existem estudos que comprovem a ligação entre ambas as coisas. Para saber o que pode de fato contribuir com o desenvolvimento de um câncer de mama, conheça os “Fatores de risco para o câncer de mama”.

Bônus: Mulheres com seios menores têm menos chances de desenvolver câncer de mama?

Neste caso, tamanho também não é documento. Para que uma mulher desenvolva câncer de mama, basta que ela possua uma mama, ou seja, qualquer mulher corre este triste risco.

E o que fazer, já que qualquer mulher pode desenvolver um câncer de mama? Como saber quando se tem mais chances?

É por isso que a Digitalmed apoia o Dia Nacional da Mamografia. Recomendamos que veja este post, compartilhe com todos os seus amigos e claro, que fique sempre atenta à própria saúde!



Comentários

  • http://www.digitalmed.com.br/noticia/10-fatos-mitos-cancer-mama/ nilma lange

    existe algum rico para o coração quando se faz quimioterapia gostaria de saber pois vou começar a fazer e estou um pouco preucuoada ainda não tive resposta de meu oncologita pois não tive consulta obrigada

    • digitalmed

      Olá Nilma, como vai? Para sermos sinceros contigo, achamos melhor você continuar insistindo entrar em contato com seu oncologista ou o consultório, pois sua pergunta é muito específica e se trata de uma recomendação médica
      Só o especialista que está acompanhando seu caso é que realmente está habilitado para te dar as devidas respostas sobre medicamentos e procedimentos em geral para seu tratamento. De qualquer modo agradecemos seu comentário e sua visita em nosso website!

      Boa sorte ;)

  • mateus alves

    Gostaria de saber se a mulher pode ter cancer na mama se bater no seios dela ?? Por favor me responde estou preocupado. Gostei muito desse site…

    • digitalmed

      Olá Mateus,

      Pancadas ou impactos nos seios não têm nenhum tipo de ligação com o câncer, em outras palavras, bater no seio não causa câncer.
      No entanto, é sempre bom lembrar que os seios são extremamente sensíveis, deve-se ter um cuidado especial com essa região do corpo.
      Por isso, é importante que a mulher procure um médico se sofrer algum impacto e sentir desconforto no local. Em caso de agressão física, o problema passa a ser caso de polícia.

      Ouvia-se muito falar que “bater no seio causa câncer” pelo simples fato de que ao sentir a dor nos seios a mulher naturalmente o apalpa em busca de alguma lesão e coincidentemente encontra algum caroço (que pode ser um tumor) que na verdade já poderia estar lá há mais tempo, antes de qualquer pancada.

      Muito obrigado pelo comentário e pelo elogio ao nosso site! Esperamos que continue nos visitando, compartilhe com seus amigos!

      Abraço

  • mateus alves

    Eu pesso por favor me esclaressam essa duvida.:(

  • http://nãotenho Amanda Morais

    Vou fazer uma ultra mamaria,e estou anciosa pra ver os resultados,não paro de pensar,quero ajuda!